Almas gêmeas

O termo “almas gêmeas” é comumente utilizado para nomear pessoas que têm uma grande conexão emocional, seja por compartilharem os mesmos interesses ou por terem uma profunda afinidade. Embora seja um termo geralmente usado em um contexto romântico, muitos consideram que o amor entre as almas gêmeas não esteja necessariamente ligado aos casais, existindo até mesmo entre amigos e familiares. 

No contexto espiritual, algumas pessoas acreditam que as almas gêmeas seriam indivíduos criados como “metades eternas”, que, de certa forma, estão predestinadas a ficarem juntos. Já para outros, as almas gêmeas seriam pessoas que criaram fortes laços de amor em vidas passadas e que, por isso, reconhecem-se ao se encontrarem na vida material e tendem a permanecerem juntas.

Segundo a Doutrina Espírita, “não há união particular e fatal de duas almas” (1), pois “se um Espírito fosse a metade de outro, separados os dois, estariam ambos incompletos” (2) e “se um tivesse que completar o outro, perderia a sua individualidade” (3). Dessa forma, como apontado por Kardec (4), “a teoria das metades eternas encerra uma simples figura, representativa da união de dois Espíritos simpáticos” e, por isso, “não se deve, pois, aceitar a ideia de que, criados um para o outro, dois Espíritos tenham, fatalmente, que se reunir um dia na eternidade, depois de haverem estado separados por tempo mais ou menos longo.”

Por outro lado, a Doutrina Espírita também explica que, quando originada de verdadeira simpatia, e não de causas meramente físicas, a afeição mútua entre os Espíritos sempre existirá (5), sendo que essa união variará segundo a categoria que os Espíritos ocupam, isto é, quanto mais perfeitos, mais unidos os Espíritos serão (1). Dessa maneira, à medida em que evoluímos e chegamos mais perto da perfeição, tendemos a alimentar a afeição a todos àqueles que caminham conosco, de forma que, em dia, todos nos reconheceremos não como almas gêmeas, mas como irmãos. 


O Livro dos Espíritos: (1) Questão 298; (2) Questão 299; (3) Questão 301; (4) Questão 303; (5) Questão 297.

Confira o post’s Espiritismo Explica: Amizade (09/03/22); Amor (14/02/21).